Pages Navigation Menu

Tao Judaísmo de Verdade no Brasil e no mundo

A simbologia da TORRE DE BABEL e a COSTELA DE ADÃO

A simbologia da TORRE DE BABEL e a COSTELA DE ADÃO

O surpreendente ensinamento que você lerá foi entregue pelo Sacro Regente Cósmico Elohim TALGEAVER, desde o exilio onde se encontra, no dia 02 de junho de 2013 que, de acordo com à data esotérica, a verdadeira, foi o dia 16 da Constelação de gêmeos do heliokrón 2019, em um programa denominado “Aroma de Eva”, organizado por monges evas do Templo Vegetal SAKROAKUARIUS.

 

Disse GAVILANSI: Venerável Senhor TALGEAVER, tenho uma inquietude, e é a seguinte: no princípio, quando foi trazida a Raça de ANDRÓGINOS, os Adanes, Eva foi retirada da quinta costela; por que não foi ao contrario, Adão da quinta costela de Eva? E por que foi Eva tentada e não Adão, pela serpente SAMAS?

 

Até aí.

 

Disse o Venerável Grande Elohim Regente TALGEAVER: Venerável Dragão GAVILANSI, primeiro de tudo quero esclarecer-lhe que o “sonho” que DEUS pôs em Adão não foi que um homem ficou adormecido. Esse “sonho” simbolizou o tempo.

 

A quinta costela é a carcaça que protege o coração. Se observamos esta simbologia de uma “costela”, essa simbologia não pode ser utilizada como base para o volume físico, já que o volume físico não nos proporciona uma lógica desse acontecimento, devido a que o osso costela , na medida e no peso atual, não corresponde com alguma lógica, porque uma costela não chega a pesar um quilo no volume da companheira de Adão. …Seria uma pessoa demasiado pequena.

 

Nesta simbologia claudicaram todos os teólogos, realizando diferentes apreciações e apreciando distintos aspectos, tendo o ser humano apenas que submeter-se à logica da Fé diante das coisas que, fisicamente, não possuem lógica.

 

Esta simbologia se parece à Torre de BABEL, a qual tinha como objetivo chegar ao céu. E o céu é o próprio firmamento, cuja proporção é infinita. Se observamos a realidade física, a Torre de BABEL, cuja intenção era que chegasse ao céu, observando isto, utilizando como base as Leis físicas: céu é o firmamento, sobre o qual os planetas são amparados. E esse firmamento começa desde o primeiro milímetro do planeta, para cima. De tal forma que não tinham a necessidade de construir nenhuma torre, porque a Terra ou a esfera está encostada no céu. Essa torre não tinha, em realidade, uma meta, ou seja, um ponto de chegada, já que o céu é todo o firmamento.

 

 

Apenas agora, em que os Elohims decidiram declarar à humanidade a verdade com respeito a essa torre, um dos próprios Creadores dos planetas, o nosso senhor JAH KELIUM ZEUS INDUSEUS, entregou esta verdade à humanidade sobre a Torre de Babel, pois o ignorava, declarando o nosso Senhor JAH KELIUM ZEUS INDUSEUS à humanidade que, mesmo que tenha sido uma torre, o verdadeiro propósito dessa torre foi: a konstruksel ou construção de uma pista de pouso de naves, a qual tinha que estar localizada à certa altura da Terra.

 

Nessa torre foram elaboradas 12 plataformas, grandes e gigantescas, as quais tinham outras 12 plataformas gigantescas. A torre não havia sido terminada de construir porque o projeto da mesma foi construir as bases e, só com a construção das bases, fazer funcionar as 144 plataformas; pois em cada plataforma tinham que ser embarcados 1.000 seres desta Terra, para que fossem retirados deste planeta prisão e levados a outros planetas que ofereceriam menos pagamento de Carma e de Katancia.

 

Porém estes seres que iam ser retirados do planeta, tinham que sair por cima das Leis, porque era a forma violenta de retirar aos encarmados ou catanciados do planeta Terra a outros planetas onde não estão submetidos à Roda do Samsara. E assim, com essa torre, salvar violentamente, por cima das Leis do Cosmo, os 144.000 que foram escritos depois no Apocalipse.

Torre de Babel

Também quero comunicar aos ouvintes do planeta, e de outros planetas, que em cada transformação geológica são salvos 144.000 criaturas do planeta, pegos das diferentes raças e povos da mesma. Tomara que vossa mercê, Venerável ouvinte, possa estar em algum, quando ocorra qualquer mudança geológica. Esta é a realidade da Torre de Babel, a qual pus como exemplo.

 

No caso da “costela” de Adão, se bem que Adão e Eva representavam os seres da Raça dos Adanes e das Evas, eles tinham uma estatura e um peso centenas de vezes maiores que estatura e o peso que os seres humanos do planeta Terra possuem atualmente. Porém, pensem na estatura e no peso atual, e façam uma réplica mental daquele tempo, tomando como base as medidas e o peso atual, que seria Adão com uma esposa de menos de um quilo de peso e do tamanho de uma boneca de brinquedo.

 

Peço licença e paciência aos teólogos que não queiram entender isto, porque o conceito que tinham, divagante e perdido, é completamente diferente ao que lhes estou apresentando. Porém lhes comunico: vós falais do que desconheceis, mas eu lhes falo do que conheço. E não vos turbeis com as minhas palavras!

 

Sim, é verdade que naquele lugar as línguas foram confundidas, porque não havia licença para salvar criminais e delinquentes que queriam fugir do castigo dos delitos que cometeram em outros planetas e também neste mesmo. Devo aclarar-lhes que esta agressão contra os Elohims foi o que fez com que, nesse mesmo momento e também com o passar do tempo, que cada lugar do planeta falasse um idioma diferente.

 

Da mesma forma a este exemplo, é o que aconteceu com as costelas dos membros da Raça dos Adanes, para o qual quero explicar-lhes que não foi apenas um homem chamado Adão: foi uma multidão de homens vermelhos trazidos ou importados de outros lugares do Cosmo; trazidos exatamente de um Sol onde os seres se alimentam de éter que produzem as plantas, e não das plantas tridimensionalmente. O homem VERMELHO, o qual significa Adão, foi trazido e adaptado para ser terra. Por isso continuou reproduzindo-se de alimentos de terra, e não de éter.

Adao e Eva

Diante disto, lhes dou outra explicação: quando os sexos foram divididos, utilizando o mecanismo da serpente, o DEUS SAMAS já… quando o ser humano é andrógino, o planeta onde vive, ou o Sol onde vive os animais superiores, porque nesse lugar não existem animais inferiores, assim como as plantas e os minerais, eles conversam com os homens Deuses, ou com os homens Anjos, porque nesse lugar não existem humanos comuns e correntes.

 

Assim de que os membros da Raça Adâmica (os Adanes) falavam com os animais e com as planPoco de Aguastas, e o DEUS SAMAS, como VUDISAMAS, adquiriu o lindo corpo da serpente, a qual também tinha a faculdade de obter a configuração que quisesse. E obtendo a configuração de um homem formoso, a serpente SAMAS uniu-se, sexualmente, com Eva, e Eva convenceu Adão.

 

Por aquele tempo a serpente também se alimentava de prana, ou seja, de alimento etérico, devido a que já era tempo da divisão dos sexos. E SAMAS e a serpente prestaram este serviço. Depois que prestou esse serviço, foi dito à serpente: “Sobre o teu peito andarás”, e perdeu a virtude de voar e de converter-se na figura que quisesse. E lhe foi dito: “Sobre o teu peito andarás e pó comerás todos os dias da tua vida”, e pó é a terra, e a serpente come terra. Nem sequer come frutas, nem verduras: a serpente come carne, a qual é derivada da terra.

 

Assim de que, no que concerne à “costela” de Adão, isso é uma alegoria metafórica. Por isso, não foi que DEUS trouxe aos Adanes e extraiu deles uma bonequinha, como um brinquedo!

 

O sonho de Adão: é a escuridão do tempo que concorreu, enquanto que o andrógino foi convertendo-se em sexo dividido, e os andróginos que davam à luz andróginos, começavam a dar à luz homens, e começaram a dar à luz mulheres. Esse é o sonho da “costela” de Adão: o sonho é o tempo.

 

A palavra “costela” é a borda de um poço pequeno, pois “costa” é a costa dos mares, e “costela” (costilla no Espanhol) é a costa de uma lagoa ou de um poço. E o ser humano é um poço de águas. E dessas águas é que a través do tempo, do “sonho” saiu da costa dessas águas que é costela, que são as águas genéticas. Desta “costa” saiu a Eva.

 

Por isso, depois escrevemos: “Bebe a água do teu poço”, referindo-se ao varão, e “Bebe a água da tua cisterna”, referindo-se à mulher. Assim que essa foi a “costela”: a energia genética que sai da costa desse poço ou dessa cisterna, que é “costela”, por não ser os mares, já que a costa dos mares não se chama costela. Costela é a costa de um poço de sêmen chamado homem e/ou chamado andrógino.

 

Creio que pude responder suas duas perguntas na resposta que acabo de dar. Que aqueles que ouviram esta resposta extraiam o melhor proveito possível. Benditas sejam as mulheres que nasceram de um homem, o homem andrógino. Por isso CRISTO disse: “Sou o filho do homem”.

 

Que todos os ouvintes transbordem de conhecimento de DEUS em suas consciências.

 

SELAH…

 

AOM

 

Gratidão por este convite neste grande programa “Aroma de Eva”. Agora os convido às Multirunas para o seu bem-estar espiritual e físico. Benditas e benditos sejam.

 

Disse GAVILANSI: Sacratíssimo Elohim Regente TALGEAVER, sim, fiquei muito satisfeita com a sua magnânima resposta, e fico muito alegre de que um Elohim responda esta minha inquietude.

tao

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

One Comment

  1. Muito interessante a simbologia sobre a Torre de Babel, mas confesso que fiquei confusa em relação a Costela de Adão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *