Pages Navigation Menu

Tao Judaísmo de Verdade no Brasil e no mundo

Video: “SODOMA”.

Video: “SODOMA”.

 

Este vídeo foi elaborado pelos russos e está

legendado em espanhol. Mas, para facilitar a compreensão dos nossos leitores, fizemos a respectiva tradução ao português. Consideramos que, ao assistir o vídeo ou ler a tradução, poderão compreender um dos principais fatores que fazem com que o mundo, a sociedade, tenha entrado em uma degradação moral e espiritual.

Com esta reportagem, mais uma vez podemos

discernir e despertar-nos sobre a terrível realidade de uma campanha tenebrosa empreendida, há anos, no intuito de degenerar o comportamento humano, cumprindo assim com um plano macabro elaborado pela ELITE MUNDIAL de homossexualizar a humanidade. Proteja sua família e seus amigos deste caos!

 

 

O vídeo começa mostrando a imagem de um oceano ao entardecer, onde os raios do sol atravessam as nuvens, atingindo a superfície do mar, em quanto o repórter descreve e disserta: Este é um lugar estranho, o bater das asas dos pássaros podem ser escutados aqui… e o ar possui uma névoa misteriosa.

 

A cor do mar é inusual por ter um componente de metal. Estas águas possuem 378 metros de profundidade. Como a água se evapora o ar cheira a enxofre. O MAR MORTO, em sua maioria, consiste de cloruro de sódio, conhecido como sal. Nada pode viver nestas águas e isso é porque é chamada de “O Mar Morto”.

 

A Bíblia diz que há milhares de anos neste lugar haviam duas cidades: Sodoma e Gomorra. Então os seus habitantes eram ricos em vaidade. Maltratavam a todos os visitantes, e usufruíam do habitante que queriam. Também se amavam entre eles, mas que amor estranho era esse. Os homens amavam aos homens, e as mulheres amavam às mulheres. E entre os residentes haviam alguns que eram privilegiados, usavam crianças, ambos meninas ou meninos, como escravos sexuais. Se fosse nos tempos modernos, essa gente seria chamada de “pedófilos”.

 

Uma vez chegaram três anjos à casa de Lot, que nesse tempo vivia em Sodoma com a sua esposa e filhas. Quando os sodomitas souberam, rodearam a sua casa e ordenaram que entregassem os seus convidados a eles para violá-los. Lot respondeu: “Peguem eu e minhas filhas, mas não toquem os meus convidados”.

 

Os sodomitas não aceitaram e rodearam a casa. Quando escureceu, os anjos ordenaram a Lot deixar a cidade. Logo que Lot se distanciou da cidade uma chuva de fogo caiu sobre Sodoma e Gomorra, desde o céu.

 

4.000 anos passaram, mas este demônio fenício, está saciando o seu estomago com sacrifícios humanos; ainda está devorando à juventude e às crianças de hoje. O mundo está cultivando o pecado, e é chamado, oficialmente: “LGBT”; lesbicas, homossexuais, bissexuais, e trangêneros.

 

Estas comunidades rechaçam os princípios morais da família tradicional, e ao mal o chamam de “virtude”, e à escuridão chamam de “luz. O pecado e a perversão já são um “culto”. O pecado é justificado pela estética (modas). O mais espantoso que passou com a civilização crista europeia é a substituição de conceitos.

 

Os homossexuais agora, inclusive, podem ser sacerdotes…

 

Um pastor evangélico em Holanda acredita que a homossexualidade é normal… Está distorcendo o sentido das Sagradas Escrituras.

 

Em seguida, a reportagem “SODOMA” entrevista o sacerdote NIELS HUCHTHAUSEN, de uma Igreja de Berlim, o qual confessa: Os casais homossexuais e lésbicas são abençoados; tem a mesma benção que um homem e uma mulher em matrimonio. Para mim, uma sacerdotisa tem direito para fazer isto. Eu mesmo estive vivendo com o meu esposo, em matrimonio oficial por muitos anos.

 

Continua dizendo a Reportagem: O exemplo bíblico de Sodoma e Gomorra, a destruição das duas cidades, os pervertidos nestas cidades viviam da mesma maneira que hoje em Europa. Parece que isto não convence ao sacerdote.

 

Também disse o sacerdote alemão, NIELS HUCHTHAUSEN: O que vemos de Sodoma e Gomorra, o que foi dito sobre esse lugar não é amor tampouco. A palavra amor está ausente. Amor no sentido de casais responsáveis. A historia fala de violações e abusos, de gente que era humilhada. É uma historia diferente, não há uma conexão com o que ocorre hoje.

 

Continua dizendo ou dissertando o repórter: Está escrito na Bíblia que a sodomia é pecado. É um pecado mortal. Tais homens não serão admitidos no Reino dos Céus; diz o Apostolo São Paulo.

 

Quanto a isto, opina o sacerdote NIELS HUCHTAUSEN: Isso é uma estupidez… Sim, rechaço isso. Já disse: há três lugares na Bíblia, no Novo Testamento há mais um. Todos dizem que Jesus, nunca falou dessas coisas. Não escutei nada como isso, de Jesus, mas sim diz: “Ama ao teu próximo, como a ti mesmo”. Paulo diz, em algum lado, que a homossexualidade não é boa, é um pecado. Mas, guiado pelas palavras de Jesus, posso rechaçar a Paulo e dizer: querido Paulo, talvez estás equivocado…

 

Quanto à estas palavras do sacerdote alemão, ARCHPRIEST DMITRY disse à reportagem: Ele nega as palavras do apostolo Paulo e tem a imprudência de interpretá-lo mal. “…foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei…” MATEUS 25:21.

 

O que você fizer, Deus mesmo e o Apostolo Paulo advertiram que tais pessoas apareceriam. Esta gente sempre esteve dando voltas, mas a igreja tem resistido… A VERDADE é a VERDADE. Podes lavar os cérebros a quem quiserdes, mas sempre voltarão à Verdade, eventualmente.

 

Em todas as denominações, todas as religiões, este processo é inevitável.

 

Continua dizendo na reportagem “SODOMA”, quando aparece um desfile gay nos EUA, onde também mostra uma longa rua onde se estendem uma bandeira de vários quilômetros, com as cores do arco ireis, e relata: “Bandeira do arco íris”, símbolo do movimento gay desde 1978. Os sodomitas prestam atenção ao misticismo e diferentes símbolos. Então uma Bíblia foi publicada pelos homossexuais, especial para eles, com uma cruz de arco íris; uma Bíblia na qual a Palavra de Deus é modificada.

 

Na Bíblia real, por exemplo, se diz: “Não deverás deitar-te com homens como se fossem mulheres; é uma ABOMINAÇÃO”. Na Bíblia gay diz: “Não te deitarás com homens como se fossem mulheres, no templo de moloc, é uma abominação”. Significa que os sodomitas dizem que não é permitido ter atos homossexuais em um templo, de Moloc, mas fora dele é aceitável…

 

Outro exemplo: “Não se deixem enganar: nem os imorais, nem os idolatras, nem os adúlteros, nem os afeminados, nem os homossexuais… herdarão o Reino de Deus” (1 Coríntios 6:9). Na bíblia gay estas palavras são substituídas por palavras “moralmente débeis”.

 

O estudioso SCOTT LIVELY, do Movimento anti-gay dos EUA, ao ser entrevistado por esta reportagem intitulada “SODOMA”, assim disse: Isto é uma abominação, diante de Deus, porque não há lugar sagrado, para os homossexuais. Não há nada que não farão para promover a sua agenda.

 

Não aceitarem nenhuma oposição, em nenhum nível. Eles devem conquistar a cada oponente. E o seu espirito que produz este livro, esta falsa bíblia, uma “teologia gay”. A teologia gay é uma heresia do mundo moderno.

 

Continua dizendo o repórter: Para os homossexuais americanos esta pessoa, SCOTT LIVELY é o inimigo publico numero 1.

 

Disse SCOTT LIVELY: Deixem-me explicar como funciona isto: é um processo de 5 etapas de conquista cultural. …5 passos. Começa com o “pedido de tolerância”. Já depois que os gays conseguiram a tolerância, esse é o direito de que sejam deixados em paz. Depois está a “demanda pela aceitação”. Aceitação significa: igualdade de condições. Depois vem a: “celebração”. A gente deve aceitar a homossexualidade e promove-la como algo bom. Então vem a: “participação forçada”… todos devem participar na cultura gay. Então vem: “o castigo a todos os que não estão de acordo”.

 

Na Rússia e nos países que formam a união soviética, estão na primeira etapa, onde é solicitado a eles a tolerância. A maioria das pessoas nestes países não acreditam que haverá um problema. Porém existe um problema, porque isto é como uma semente plantada na terra. A semente é a politica “anti-discriminação”; a política anti-discriminação baseada na orientação sexual.

 

Continua dizendo o reporte da reportagem “SODOMA”: O oponente dos sodomitas decidiu mostrar-nos a companhia que protege e promove as idéias homossexuais, em todo o mundo.

 

Qualquer critica à comunidade gay dos Estados Unidos é, automaticamente, considerada um crime.

 

Diz SCOTT LIVELY, em quanto se dirigem em taxi a esta instituição: O americano comum, não está a favor da homossexualidade. Porém, tem medo de falar, porque os gay tem muito poder (10:51) que os podem prejudicar.

 

Aqui o taxista …

 

Diz o taxista: Eu não direi nada… jajajajaja

 

Diz SCOTT LIVELY ao repórter: Sim, ele sabe que, se você fala, encontrarão a forma de castigar-lhe.

 

Esta gente é vulnerável a qualquer intimidação, especialmente aqueles que estão em posições influentes, ou nos meios massivos. Se dizem algo contra a homossexualidade serão castigados. A maioria só mantém a sua boca fechada.

 

O nosso taxista, não o conheço, mas sei que sabe. Todos sabem. Campanha de direitos humanos, sabes…

 

O taxista, amedrontado, rapidamente faz sinal com as mãos dizendo que não vai falar nada sobre esse tema. E nisso, param o taxi diante da do edifício onde funciona a instituição de Direitos Humanos dos Homossexuais… em cuja entrada, na parede, está u letreiro grande que diz: HUMAN RIGHTS CAMPAIGN.

 

De pé, diante daquele mural, SCOTT LIVELY anuncia ao reporte: Estamos aqui em um dos quartéis generais da “campanha dos direitos humanos”, uma das mais agressivas organizações homossexuais no mundo… e lê em voz alta o que diz mais abaixo do letreiro uma inscrição que diz: As ambições na américa de “direitos humanos” são: lésbicas, gays, bissexuais, trangenero, estejam seguros de ter os seus direitos igualitários básicos, e estejam seguros em seus trabalhos, em suas casas e comunidades.

 

Isto é o LGBT por todo o mundo… Há sérias lutas pelos Direitos Humanos. As pessoas estão sendo assassinadas, torturadas, e as expulsam do país, em campos de refugio. E esta organização, em vez de ocupar-se de verdadeiras necessidades das pessoas no mundo, estão tratando de declarar que a homossexualidade é um direito humano.

 

E gastam uma enorme quantidade de dinheiro para promover esta AGENDA por todo o mundo, em vez de abordar os verdadeiros “Direitos Humanos”.

 

Diz o repórter: A Alemanha… século XXI, em um ordinário Cartório de Registro Civil… Enquanto a câmara filma um casal de homossexuais, com ternos, entrando de mãos dadas ao cartório…

O Diretor do Cartório, estando de pé diante de uma mesa, a frente de um recinto com assentos para o público, diz aos dois homossexuais quando se aproximaram: Queridos amigos, bem-vindos ao Registro Civil de… Nos reunimos aqui neste dia primaveral ensolarado para uma ocasião especial. Se unirão em um santo matrimonio. Espero, meus colegas, lhes informem desta possibilidade de poder mudar o seu nome. Decidem manter o seu nome? Estou obrigado a perguntar: mudaram de parecer?

 

Os dois indivíduos, já sentados e de mãos dadas, sorriem um para o outro e dizem que “não”.

 

Passados alguns minutos a câmara já mostra os dois de pé, colocando-se as alianças e o publico presente aplaudindo.

 

O repórter faz uma entrevista ao diretor do cartório, GORDON HOLLAND, o qual se encontra à frente de uma parede onde estão dependurados alguns quadros com fotografias de casamentos antigos, tradicionais, onde parecem noivos e noivas em cerimonias de casamentos.

 

Pergunta o repórter: Aí detrás estão as fotografias de famílias tradicionais… seria possível, nesses dias, que os matrimônios gay fizessem registros assim?

 

O Diretor, o senhor GORDON HOLLAND, ainda jovem, com brincos na orelha, responde: Com certeza que não o fariam.

 

E continuou dizendo, GORDON HOLLAND: Perguntei aos meus pais, os quais haviam casado que se eram capazes de imaginar que os casamentos igualitários são uma coisa de todos os dias.

Explica na reportagem: Logo as fotografias dos casamentos tradicionais na parede serão substituídas por casamentos não tradicionais.

 

E se vê na reportagem imagens dos dois indivíduos saindo da Instituicao de casamento contentes, acompanhados dos convidados, e recebendo rosas vermelhas na saída.

 

O cenário muda, e o repórter diz: O Instituto de Relacoes Humanas TAVISTOCK, se localiza em Londres. Durante a guerra este edifício foi ocupado pela Inteligencia Britânica, a qual estava criando novos métodos de guerra psicológica, apontando não só à Alemanha fascista, senão também à Uniao Soviética.

 

No Instituto está proibido tirar fotos. Nenhum especialista está permitido falar das atividades em que os empregados estão trabalhando. No entanto, encontramos à pessoa que sabe bastante desta Instituição… DANIEL ESTULIN, autor de um livro sobre “Tavistock Institute”.

 

E explica à reportagem o senhor DANIEL ESTULIN: Tavistock começou como uma clinica em 1921. Se converteu no Instituto Tavistock depois da Segunda Guerra, onde um memorandum foi assinado pela família Rockefeller Tavistock, e o general… fundaram a Clinica Tavistock.

 

A ideia detrás da conspiração Tavistock é, literalmente, mudar o paradigma da sociedade moderna. Literalmente mudar tudo o que entendemos sobre a sociedade.

 

A reportagem mostra outro cenário, e o repórter comenta: Tavistock é o lugar que criou, e que em seguida impôs nas consciências da juventude europeia, tais acentos culturais como: o amor livre, orgias e matrimonio civil.

 

Com a ajuda da CIA, Tavistock, criou o projeto MK-ULTRA para a manipulação das pessoas. Também podem ser incluídos os componentes psicológicos do que foi chamado de “Revolucao Ucraniana”… EUROMAIDÁN. Cantos, comportamentos, slogans, também foram creados aqui.

 

Diz DANIEL ESTULIN: Estamaos de projetos que foram criados pela Elite. Estas coisas não foram criadas em 5 anos, como na Rússia o famoso “plano de 5 anos”. Não! Estas pessoas trabalharam em períodos de 50 ou 100 anos planejando as estruturas de um século ao outro, com o objetivo de criarem o que hoje vemos. Eles necessitaram começar muito tempo atrás.

 

Muitos dos projetos que se manifestam hoje, como a homossexualidade, por exemplo, não começou há 5 ou 10 anos! Começaram depois da Segunda Guerra Mundial. Tú tendes a homens, mulheres, homossexuais, transexuais, mas, depois tú terás trans-humanos, post-humanos, terás homens-maquinas como o terminator… Terás ciborgs, terás seres não totalmente humanos, como resultados da biologias sintéticas. Porque hoje você pode criar um ser humano em um laboratório. Não necessita relações humanas. Pode criar um ser.

 

Em um ponto teremos gens não apenas de homem-mulher, senão de três diferentes. Seres, que pode criar um ser humano. No futuro a idéia da Elite é, a través da manipulação genética: eliminar a memoria.

 

Em seguida a reportagem já mostra outro cenário, outra temática.

 

Diz o repórter: O Instituto de Fertilidade em Los Angeles, a primeira clinica que oferece adoção a sodomitas.

 

A reportagem mostra a imagem de um laboratório e a presença do Doutor JEFFREY STEINBERG que diz: Ficamos famosos, mundialmente, por poder escolher entre menino ou menina. Agora tenho pacientes gay de Rússia, posso mostrar-te o e-mail. Para ter um bebe, o primeiro bebe, sim…

 

Em seguida caminha em direção onde há um arquivo de fichas onde se registram as adoções já realizadas, as quais apresentavam umas etiquetas com distintas cores. E disse JEFFREY STEINBERG: Azul é um bebê, rosa é uma bebê. Podes ver… todas as fichas.

 

O repórter pergunta: E as verdes?

 

JEFFREY STEINBERG responde: As verdes são desordens genéticos; sindroe de Down, etc… A maioria são bebês meninos e bebês meninas.

 

Pergunta o repórter: O que é que preferem?

 

Responde JEFFREY STEINBERG, mostrando um leve sorriso no rosto: Os gays homens preferem meninos e as gay mulheres preferem meninas.

 

Aqui estão alguns dos tanques de congelamento.

 

Ele solicita que sejam abertos alguns galões onde estão depositados os embriões congelados e diz: Tenho gente de Moscou.

 

A câmara mostra um operário destampando um enorme galão de congelamento e pergunta: Pode explicar o que tem exatamente ai?

 

O operário do laboratório diz: Sim… temos esperma do homem e óvulos da mulher; congelados. Juntos formamos embriões.

 

Pergunta a repórter: É um corpo humano?

 

Explica o Doutor JEFFREY STEINBERG: Retiramos os embriões afora. Voltam à vida outra vez, e o damos à mãe. São bons por 100 anos. Pegam os óvulos e o esperma, e os unem para fazer o embrião. E fazemos com que cresça por 5 dias. Fazemos um teste com eles para saber se é homem ou mulher. Ou se há alguma doença genética, e entregamos à mãe.

 

Esse lugar se chama, o quarto “limpo”. Deve-se colocar roupas espaciais para poder entrar.

 

Comenta a repórter ao Doutor JEFFREY STEINBERG: Mas o bebe em uma família homossexual nunca verá a sua mãe…

 

Ele responde: Os bebes estarão bem sem ver a mãe.

 

A reportagem mostra outro cenário… Estamos nas avenidas principais do centro de São Francisco… 2014… onde há uma concentração de homossexuais… e o repórter comenta: Milhares de sodomitas se reúnem para demonstrar o seu estilo de vida. As pessoas comuns observam o Evento com interesse.

 

E o repórter pergunta a um pai de família que estava com o seu filho nos braços, vendo o desfile dos gays: Não tem medo de que os seus filhos queiram ser como eles?

 

O homem responde: Não! Os animamos para que vejam de tudo no mundo. Sabes… é o que o mundo lhes oferece.

 

E a reportagem mostra um desfile onde homens gays aparecem com fantasias de carnaval, com plumas e alçando a bandeira de arco-iris do movimento gay… E comenta o repórter: A TV local especificamente escolhe um travesti para ser o anfitrião do Show.

 

Mostra um travesti que se vê como uma mulher apresentadora de shows, chiquemente vestida com um conjunto curto de saia e blusa vermelha e diz: Ele é um deles.

 

Em seguida a reportagem mostra duas mulheres entre o publico, muito felizes. Uma delas fantasiada com um boné de policial, e o repórter comenta: Estas duas mulheres pertencem a uma nova tribo sexual. Uma nova família, em um mundo novo.

 

Depois de serem interrogadas, uma das mulheres diz: Eu tenho 38… E a outra diz: Eu …52.

 

O repórter pergunta: Tem filhos.

 

Respondem: Uma filha.

 

Pergunta o repórter: Juntas?

 

Respondem: Sim.

 

Pergunta o repórter: Como vivem sem homens?

 

Uma das mulheres, sorrindo, responde: Deliciosamente… é amoroso.

 

Pergunta o repórter: Quantos homossexuais há agora em Estados Unidos? Dizem que 10%.

 

Diz a mulher com boné de policial, enfeitado com duas linhas de broches prateados: Provavelmente muitos… muitos mais.

 

(22:42)

 

E o repórter pergunta à mulher: Como crias um filho sem um homem?

 

Ela responde: Da mesma forma que os demais. Amamos ela e atendemos ela. Tudo está bem.

 

Repórter: digo, necessitas um homem para poder ter um filho…

 

Ela explica: Ah… biologicamente, sim. U… tenho um amigo que me deu o seu esperma em um frasco, e assim fiz a minha bebe.

 

Pergunta o repórter: Quem é papai e quem é mamãe?

 

Ela diz: Adivinha quem? Quem você acha que é? Quem é a mamãe?

 

E o repórter responde: És tú.

 

Ela diz: Sim.

 

No final da conversa as duas se unem em uma mesma resposta e dizem: Nao há pai. Há mamãe e mamãe.

 

Também o repórter pergunta: O que dirão à menina quando cresca, porque élan ao tem pai?

 

Responde a senhora com boné de policial: Conhecemos muita gente que tem duas mães, e tem muitos bons tio e avós.

 

Aparece na reportagem sodomitas de salto alto, despenteados e com garrafa de bebida na mão… em quanto o repórter disserta…: Os sodomitas inconscientemente entendem que o que fazem está mal. No entanto, na superfície, todos fazem um esforço para expressar alegria.

 

O repórter se aproxima a outro casal de lésbicas e pergunta: Desculpe-me… somos da Russia. São felizes?

 

E elas respondem: Sim.

 

Também pergunta o repórter: Vocês são amigas ou é um casal homossexual?

 

E elas confirmam que era um casal.

 

Uma delas, que aparentava mais velha, de cabelo curto, estava com uma criança de uns 3 anos no braço, e o repórter pergunta as duas mulheres se a criança era filha de uma delas. E elas respondem que sim, que era filha delas.

 

O repórter pergunta a criança se ela era feliz em ter duas mães e nao ter um pai. A criança, desconsolada, encosta a cabecinha no ombro de uma das mulheres… e não responde à essa pergunta do repórter.

 

A mulher que estava com a criança no braço disse: Com certeza. Ela está um pouco tímida agora.

 

As duas mulheres se despedem e saem caminhando.

 

Comenta o repórter na reportagem: É bastante notável que as crianças das famílias homossexuais não são felizes. A alma das crianças sente que tudo o que está passando ao redor contradiz a natureza.

 

A reportagem mostra um casal de homens cuidando de um menino adotivo dentro de um carrinho de brinquedo.

 

A reportagem segue mostrando diferentes cenas de gays em um Desfile Gay onde passava um ônibus todo enfeitado e lotado de casais gays… e comenta o repórter: O condutor do ônibus no desfile gay com medo de falar.

 

O repórter entra dentro do ônibus para entrevistar o motorista, e de uma vez lhe pergunta: O que pensa de tudo isto?

 

Responde o motorista: Que é muito interessante.

 

Pergunta o repórter: Mas e as coisas de Deus, suas leis?

 

Responde o motorista: Deus? Qual Deus? Que Deus? O que é isso? …Eu não sei.

 

Muda o cenário… Agora comenta o repórter mostrando a um jornaleiro organizando os jornais dentro de uma cabina. Ao mesmo tempo que mostra jornais colocados à venda, e que apresentam reportagens do desfile gay atualizando o publico do evendo que estava ocorrendo.

 

É assim todos os anos. 20 anos. Antes era pequeno, mas se torna cada vez mais grande. Vem gente de todo o mundo, inclusive da China. De acordo com a Bíblia as duas pessoas originais eram Adão e Eva, não Adão e Estevão.

 

O senhor dá uma risada e sai em direção à avenida empurrando o seu carrinho de jornais…

 

A reportagem mostra cenas da vida noturna… boates e restaurantes onde se ve apresentações de transexuais…

 

Comenta o repórter: Los Ángeles: Hollywood… Estudios “Dream”… Um lugar cheio de homossexuais. Dois americanos caminham pela rua, nenhuma garota ao redor.

 

Onde não há mulheres não há continuação da vida. Porém os sodomitas tratam de sobrepor as leis da natureza. Longas somas de dinheiro são gastadas exatamente nisto. …Pai-pai… Mãe-mãe… Hoje no mundo duas milhões de crianças são criadas por famílias do mesmo sexo. E isto é só o começo.

 

Há uma substituição de conceitos morais. Em vez de mãe: uma bio-contenedora de moda.

 

Uns gêmeos recentemente foram separados da mãe.

 

Neste momento mostra um gay, deitado na cama de uma Clinica, com duas crianças nos braços, em cima do peito. E comenta o repórter: Uma imagem terrível para qualquer pessoa normal. Os homossexuais tratam de substituir o papel da mãe. Os sodomitas pagaram e recebem “bens viventes” do seu dinheiro.

 

Todos conhecemos a expressão: “ser criado com o leite materno”. Com que são criadas estas crianças?

 

A reportagem mostra duas crianças gêmeas já um pouco mais grandes nos braços de um casal gay em um parque e um deles comenta: Pegamos o nosso esperma e esse foi injetado em um óvulo de uma amiga, e o colocamos em uma terceira mulher… Não tem nenhuma conexão biológica com as crianças. As pessoas dizem: As crianças não precisam de uma mãe? As pesquisas demonstram que não. Dois pais são melhor que um, sempre. Essas crianças não foram feitas por acidente. Estamos, financeiramente, preparados. Emocionalmente preparados. Estamos preparados para ser padres. E isso tem uma vantagem com: epa… fiquei gravida.

 

Absolutamente queríamos duas crianças, sem dúvidas… colocamos dois óvulos, esperando ter dois meninos. Existem muitas vantagens de ser gays. Não foi a sua escolha, não foi a nossa escolha… O que terminem sendo, os amaremos da mesma forma.

 

Comenta o repórter: Um detalhe: os homossexuais sempre querem meninos. E as lésbicas querem meninas. Para que? Para atos perversos?

 

É entrevistada a senhora AMANDA ABATE e diz: Isto aconteceu na Nova Zelandia. Esta é uma terrível história… envolvendo a dois homens… Mark e Peter, os quais eram namorados. Eles viviam vidas duplas, sob a aparência de um casal apaixonado. Como pais amorosos de uma criança jovem que adotaram na Rússia. A batalha que tiveram para adotar a criança como casal gay.

 

Uma pesquisa feita no ano passado comprova que não eram os pais adoráveis que aparentavam ser. Que haviam adotado a criança para explorá-la sexualmente. E isto durou muitos anos, desde bebe até os 6 anos. Eles o vendiam a vários homens, inclusive a oito, de diferentes países do mundo.

 

Comenta o repórter: Os pedófilos encontraram à mulher grávida em Moscou, Rússia. Registraram um matrimonio formal com um deles, e a mãe vendeu os seus direitos maternos ao divorciar-se. Tudo por 8 mil dólares. Ela deu a luz a um menino e o entregou aos dois homossexuais. Depois disso, sair do país não foi difícil para os homens.

 

A senhora AMANDA ABATE também diz: Um simples detalhe técnico. Esta criança não apenas foi abusada, senão também lavaram o cérebro dela desde muito pequena. Pensava que estes comportamentos eram aceitáveis. Estes dois homens treinaram ela para mentir às autoridades para que dissesse que nada passava em sua casa, para assim esconder o abuso.

 

Comenta uma repórter: Um dos casos mais perturbadores de casos de abuso infantil que as autoridades viram.

 

Ao ser entrevistado um comandante da policia de Queensland, ele disse: Viajavam pelo mundo, e exploravam sexualmente a essa criança.

 

Comenta também o repórter: Os vizinhos pensavam que a família era feliz. Tinham uma criança, viajavam muito…

 

A estação local da radio ABC os entrevistou sobre estes temas… e um dos gays disse: Olá, o meu nome é Peter. Este é Mark e somos pais gays. Decidimos ter um filho, era tempo de ter uma família.

 

Novamente o comandante da policia de Queensland afirma: Estes dois compraram a criança para mete-la em suas vidas. Exclusivamente para explorá-lo sexualmente.

 

Comenta o repórter: O escândalo chocou ao mundo no ano passado. Esses pedófilos terminaram recebendo o que mereciam: 40 e 30 anos de prisão. Porém, este é só um caso que foi investigado e publicitado. Quantas crianças sofrem o que se chamam: famílias do mesmo sexo? …Ninguém sabe disso.

 

Em quanto isto, na Europa o movimento anti-gay está tomando posição cada vez mais posição. Há pessoas que lhes foi possível sair do vicio da sodomia. Teve momentos duros onde perceberam a onde se haviam metido.

 

Isso mesmo aconteceu com um italiano chamado LUCA DE TOLVE. Cresceu em uma família incompleta. Os seus pais se divorciaram quando nasceu. Não teve a criação que só um pai pode dar. Os companheiros as vezes tiravam o sarro de Luca e isso gerava nele um complexo de inferioridade. Eventualmente chamaram a atenção dele os homossexuais. Tudo começou com um concurso de beleza.

 

Ao ser entrevistado, LUCA DE TOLVE comenta à reportagem “SODOMA”: entrei a este mundo maravilhado, tudo parecia bem para mim. Fiquei conhecido. Ganhei o concurso de beleza. Me converti em Miss Gay. Tive muita popularidade. Trabalhei para o LGBT internacional. Eu achava que era bastante homossexual. Tudo o que acontecia ao meu redor tinha que ver com o sexo. Entendi que se nao tinha sexo, tudo se desmoronaria. Perdi tudo. O sexo era o único motor da vida homossexual.

 

Comenta o repórter: Tudo mudou em questão de um dia, quando Luca entendeu que tinha AIDS, e só restavam alguns meses de vida para ele.

 

Conta LUA DE TOLVE: Me levaram ao hospital e disseram: LUCA… tens AIDS.

 

Tive muitos amigos que morreram de AIDS nos anos anteriores. Era muito doloroso, principalmente quanto ao último que morreu. Ele olhou nos meus olhos e disse: Por que?

 

E algo em meu coração mudou. Foi como um golpe. Entendi que isto nao era natural. Isto não é pelo que Deus criou. Não é o que ele nos ensinou. Queria desfazer do meu sofrimento, cometer suicídio. Porque continuava com ataques de pânico.

 

Esse dia, o qual me lembro bem, não me matei e vi um livro de orações na janela, e comecei a rezar. Quando comecei a rezar, senti um Amor incrível, o qual me levou a esta surpreendente transformação. Voltei à Igreja, pedi ajuda e recebi. Me disseram que haviam formas de poder sair do pecado da homossexualidade. Eu confessei tudo o que havia vivido no passado e comecei a sentir-me melhor. Quando comecei a rezar e ler o Evangélio. Nunca mais tive os desejos homossexuais. E fiz um ultimo pedido ao Senhor, que me ajudasse a encontrar uma mulher, que seria a única para mim.

 

Já estou casado por vários anos. Temos uma filha maravilhosa.

 

Há uma “IDEOLOGIA DE GÊNERO” que busca destruir a família natural. Alguns estão sempre atacando-me, quando dei as primeiras aulas no bairro. Um grupo gay entrou com slogans que dizia: você nunca se recuperará.

 

Graças a Deus a policia chegou para resgatar-nos. …Acredito em Deus e acredito que Deus é Luz e Vida.

 

A homossexualidade não é natural.

 

Pergunta a repórter: Você é feliz?

 

Ele responde: Estou muito feliz, em paz e em harmonia comigo mesmo.

 

A reportagem mostra outro cenário e o repórter disserta: A criação da nova Sodoma está acelerando-se. O pensamento de que a família é como uma incubadora está difundindo-se por todos os lados. Os conceitos de Pai e Mae já passaram da moda.

 

Por exemplo, no Departamento de Educação de Milão os formulários de educação tinham campos obrigatórios que diziam “Pai n. 1 e Pai n. 2”.

 

Barbara Bianchi, uma simples empregada se rebelou contra isto. Borrou a inscrição “Pai n. 1 e n. 2”.

 

Testemunha a senhora BARBARA BIANCHI: Eu estou orgulhosa de ser mae, e não um n.1. Esta aplicação está criada para a chamada Neo-familia… onde tem pais homossexuais, duas mães sou dois pais. Então, ser mãe ou pai é algo inconveniente para eles… Esta é a discriminação contra as pessoas normais. Desejaria que houvesse uma maioria onde os gays sejam os que menos vantagens possuem.

 

Certamente não são uma minoria. Não tenho certeza de que podem ter filhos, mas a aplicação foi trocada.

 

Em seguida a reportagem mostra uma passeata… Onde família inteira gritam pelas avenidas, levando à frente uma faixa onde diz: “Marcha Nacional pela vida”. Se houve dizerem: Uma mãe… um pai.

Comenta o repórter: Uma mãe, um pai… essa é a verdadeira liberdade. Esta é uma passeata de milhares de pessoas, as quais encheram a capital da Itália.

 

Estas pessoas estão contra a sodomia que está por todo o mundo.

 

Ao ser entrevistado um pai, o qual caminha também na passeata de mãos dadas com o seu filho, este diz: Estamos contra a destruição da família, estamos no FIM.

 

A reportagem mostra uma missa feita pelo papa desde a Basílica.

 

O repórter comenta: Participantes da passeata; uma grande família italiana. Esmeralda e o seu esposo Roberto tem 11 filhos. A cada ano toda a família vem à marcha pela vida.

 

Diz ESMERALDA, em quanto caminha pela casa e entre à cozinha onde estão as crianças e moças preparando algo: Esta é a cozinha… hoje temos convidados. Tratamos de servir tudo quente.

 

Em quanto todos se dirigem à sala de jantar, o repórter comenta: Este pessoal é incrivelmente lindo, cresceram com a velha tradição italiana. Eles são Cristãos.

 

ESMERALDA BURGOS, mãe de uma família italiana, em outro momento, antes do jantar, acomodada no sofá da sala, diz à reportagem “SODOMA”: Estas pessoas pensam que, estabelecendo as famílias artificiais, se mostram a si mesmos felizes, com crianças nascidas artificialmente. Porém, para que estas crianças nasçam, é necessário que outros embriões sejam destruídos. Estes embriões também poderiam ser crianças. É um processo antinatural.

 

Uma das mocas da família, ao ser entrevistada diz: A geração anterior viu como foi introduzido o divorcio e o aborto dentro da sociedade. Eu nao culpo à geração. Mas sim culpo aos adultos. Eram parte da sociedade e nao brigaram pela supervivência da humanidade.

 

Devo ser tolerante? Devo respeitar tais leis? …Não! Porque não posso ver o meu futuro.

 

Em seguida a reportagem mostra a um chefe de família fazendo a oração que antecede o jantar…

 

A reportagem muda de cenário… Comenta o repórter: No outro lado do mundo, nos Estados Unidos, BARONELLE STUTZMAN rechaçou preparar um jantar para um casamento homossexual.

 

A reportagem mostra a esta senhora, já um pouco idosa, organizando sua chique loja de arranjos florais e decorações para festas, em Washington. E o repórter continua comentando: O velho cliente de Baronelle, Rob, lhe ofereceu um grande cargo que foi decorar ao casamento dele e outro sodomita. Baronelle rechaçou esta proposta.

 

Disse a senhora Baronelle: Foi uma luta decidir o que fazer”… Com o meu esposo decidimos o que fazer. Por mais que eu amasse Rob, não podia fazer isso.

 

A reportagem mostra a outra senhora, que deu o seguinte depoimento: É um caso sem precedentes em Washington. Nunca houve um apoio como o da mídia neste tema. O casal do mesmo sexo também os processou na justiça também.

 

Interessantemente possuem uma capacidade interna para os negócios. Ela é um grande risco… Atendendo alguém, amorosamente por 9 anos, e por nao atender esse casamento do mesmo sexo, ter que perder tua casa, o teu negócio… Ela trabalhou nisto por 40 anos!

 

Finalmente opinou a senhora Baronelle: O matrimonio é Sagrado, uma coisa muito sagrada. Quer flores para o teu aniversário, o que for… está bem! Mas eu não posso fazer um casamento do mesmo sexo.

 

Diz a senhora, amiga de Baronelle: Se você busca na área, há 3 paginas de floristas na lista, que poderiam haver trabalhado com este casal.

Continua dizendo a senhora Baronelle: Tenho que ter Fé de que ele me protegerá e me dará a coragem, o conhecimento e a sabedoria. Tenho que estar firme nisto. Também entender o que é a Obediência. O que é… (Vou chorar)… O que é seguir a CRISTO.

 

Ele diz que não se pode ser morno…

 

Dessa vez a reportagem vai para Alemanha, e o repórter comenta: De acordo com a Lei, na Alemanha, se você é um pai e proíbe ao teu filho ir à aula de educação sexual, pode terminar preso.

 

Nisto a reportagem mostra um grupo de alunos em uma sala de aula aprendendo e exercitando colocar uma camisinha em um pênis de borracha que estava colocado em cima de suas carteiras de estudo… e as crianças dando gargalhadas.

 

Em seguida a reportagem mostra a um jovem acompanhado de seus familiares, e o repórter diz: MARCUS foi preso por 24 horas.

 

Também a reportagem mostra uma passeata de famílias com crianças, onde gritam: “Quanto mais guardarão silencio os políticos sobre este escândalo”. Também um grupo de crianças dizem: “As crianças necessitam de amor e nao de sexo”.

 

Comenta o repórter de “SODOMA”: Quando Marcus foi liberado, foi apoiado pelas pessoas. E celebraram o seu heroísmo.

 

Um dia, na prisão, não é muito, mas isto é só o começo. …Hoje 24 horas. Amanhã… 5 anos, quem sabe.

 

O mais jovem da família dos Martin, tem só 11 meses. Um fato que serve para atrasar a prisão da mãe.

 

Em uma sala, estendem uma faixa onde diz: “As crianças necessitam de amor e não de sexo”. E comenta o repórter: Há milhares de famílias assim na Alemanha. Eles participam de passeatas, protestos, mas as suas vozes desaparecem em um oceano pervertido de PROPAGANDAS. Quando os homossexuais se enterram de um protesto, eles criam rapidamente um contra-protesto…

 

Nisto a reportagem mostra uma praça no centro de uma cidade na Alemanha, onde os homossexuais estão realizando protestos, e filma a imagem de duas mulheres se beijam na boca e o repórter comenta: …os pervertidos, sabendo, se sentam no chão da rua, diante da passeata das famílias, para deter a multidão dos pais em protesto e para atrair a atenção das câmaras de TV.

 

Fazem poses de “humilhados e indefesos”…

 

Comenta EVGENY MARTENS… um dos participantes da passeata das famílias: Este é um grupo problemático. Lutamos pelos nossos filhos…

 

Podemos usar um exemplo da natureza… Imagine uma ursa fêmea se alguém se atreve a aproximar-se dela quando tem um filhote… ela lhe despedaçaria. Nós, como ela, rechaçamos entregar os nossos filhos a este pessoal, quem quer que seja…

 

Outro cenário… Em Estados Unidos, depois de um casamento GAY… Obama se comunica por celular com os recém casados e os felicita… Um dos parceiros gays responde: Obrigado Senhor Presidente…

 

GABRIELA KUBI, uma estudiosa, socióloga da Alemanha, diz: No dia dos direitos humanos Hillary Clinton deu um discurso sobre os direitos humanos no Palácio das Nações, em Genebra, 2011, e ela disse: Que tudo está bem. Que devemos continuar promovendo os direitos do LGBT.

 

E “SODOMA” mostra as imagens dos discurso de Hillary Clinton quando disse: “Estou falando de gay, lesbianas, bissexuais, transgenero”.

 

Comenta o repórter: O slogan moderno da ELITE MUNDIAL: direitos homossexuais = direitos humanos.

 

Porque são os direitos de todas as pessoas violados a favor do primeiro?

 

Continua dizendo a Doutora GABRIELA KUBI: Dão certas instruções a todas as embaixadas Americanas do mundo. Dizem como pode mudar a cultura, e que é necessário para mudar o sistema de valores. Mudar a cultura de um país. E isto ocorre ao redor do mundo.

 

Detrás está o “Grande Dinheiro” do bilênio do nosso planeta. Todos eles promovem estas coisas.

 

O repórter de “SODOMA” disserta: O governo Americano já não oculta a ideia de promover a homossexualidade por todo o planeta. A ideia de baixa cultura, tudo o que fala de sexo se propaga como uma praga, como um câncer em um organismo.

 

Todas as bases morais, os Dogmas Cristãos, a castidade, a decência e a família tradicional estão sendo expulsados.

 

YURI ROSHKA, o primeiro ministro da República de MOLDOVIA, encontrou coragem para opor-se ao lobby homossexual em seu país. Agora é um marginalizado para o ocidente.

 

Ao ser entrevistado, YURI ROSHKA disse: De acordo com a minha experiência, posso dizer o quanto foi agressivo e persistente o comportamento da Embaixada Americana.

(47:10)

 

Diz o repórter: Ha dois anos YURI estava preparando-se…

 

Conta YURI ROSHKA: Eu organizei uma entrevista com a mídia onde, com precisão e desde as minhas convicções religiosas e políticas, expressei um desacordo, um protesto. E isto chegou ao senador da Embaixada Americana. O nome desta senhora é: DARIE FAE, a qual trabalhou na Embaixada Americana de Moscou.

 

Ela me disse: “YURI, podemos reunir-nos?”, e eu disse que sim, com certeza. Nós nos conhecemos desde a Perestroika. Perguntei a ela: “Quando virá?”. E ela me disse: “Agora”.

 

Era a primeira vez, em minha longa carreira política, que um diplomático solicita ver-me, imediatamente.

 

Nossa conversa durou 4 horas. Foi uma conversa muito desagradável. Esta mulher tratou de convencer-me dos verdadeiros valores ocidentais. Mas, nao conseguiu faze-lo muito bem…

 

Disserta o repórter em “SODOMA”: YURI nos disse como a “lei de igualdade” foi adotada no parlamento. Desde agora, qualquer sodomita ou pedofilo, pode ser contratado em jardins ou escolas.

 

Diz YURI: Não é mais um problema. O argumento foi publicamente começado por Burocratas Europeus. “Lhes damos como liberalizado este regime na União Europeia, mas não o cancelem, e vocês nos entregam a lei anti-discriminação”… a qual logo em seguida foi mudada pela lei de igualdade de gênero e também as leis estatais que tratam sobre o desemprego. Não existe direito de rechaçar à pessoa se tem uma sexualidade não convencional.

 

É uma coisa muito escandalosa, porque falamos de jardim de infantes e de escolas aqui. E da armada, das Igrejas, etc…

 

Está claro que hoje, ocidente, ou a Elite de ocidente, ou o establishment do Oeste, está desenvolvendo uma avalanche muito poderosa contra todo o mundo. E a República de Moldovia se converteu em uma vítima desta avalanche contra os valores tradicionais.

 

A reportagem “SODOMA” também mostra: WIKILEAKS… os documentos desclassificados da diplomacia americana. Em um boletim publicado pelo governo dos Estados Unidos, garantindo suporte financeiro total à organizações nao governamentais e outros estabelecimentos: avançando a tolerância e os direitos dos LGBT.

 

Na Casa Branca: escritório da secretaria de imprensa… para distribuição imediata, 6 de dezembro de 2011. Trabalho em direitos humanos, gays, lésbicas, transexuais ao redor do mundo…

 

A batalha para terminar com a descriminação contra lésbicas, gays, bissexuais e transgeneros como um desafio global, e um compromisso central dos Estados Unidos para promover os “direitos humanos”.

 

O boletim informativo da Casa Branca ordena: “Combatam a criminilizacao das posturas LGBT ou condutas de rechaço. Protejam aos LGBT vulneráveis nos asilos de refugiados. Influir assistências no exterior para proteger os direitos e avançar na não discriminação. Comprometam a organizações Internacionais para que lutem contra a discriminação aos LGBT”.

 

Em seguida o programa ou a reportagem “SODOMA” mostra uma passeata de protesto contra os gays, feita em Tbilisi, 2013…

 

Diz o repórter: Porém, não há documento ou instrução pelo qual MIKHEIL SAAKASHVILI, marionete americano, que governou Geórgia durante 9 anos. Ele, habilmente castigou a sete e meio por cento dos homens de Geórgia. Os impulsores de Saakashvili fizeram o seguinte: todo aquele que não se comporte de acordo ao regime, vai para a prisão.

 

Para destruir a vontade dos presos, os submetem a violações.

 

“É muito ruído quando abrimos e fechamos estas … É como se aumentasse o calor na cabeça, prejudica os nervos… Diz um policial da prisão ao abrir uma das celas. Outro momento psicológico é não permitir-lhe dormir normalmente.

 

Continua dizendo o policial: “Quando vinham controla-los, jogavam neles qualquer imagem religiosa ou ícone que tivessem nas paredes…

 

Explica o repórter de “SODOMA”: Mais de 3.200 pessoas foram vitimas disto. Tudo foi filmado… Podemos ver estas terríveis imagens agora. Havia um objetivo: destruir, diminuir e humilhar.

 

Conta o policial: É terrível ter que contar a historia: havia um homem… estava desnudo. Abusaram dele… Não sei … Que tipo de pessoas eram estas? Eram como o mesmo diabo.

 

Continua explicando o repórter, em quanto mostra a imagem de homens junto a parede da prisão, desnudos e cobrindo os seus sexos: Esse método foi pego da prisão americana em Bagdá…

 

…Aqui umas fotos da prisão de Gldanskaya e aqui de Bagdá… A fotografia mostra que introduzem uma barra de ferro no anus de um dos presos.

 

Ainda explica o repórter: Para um homem de Geórgia, tal humilhação é pior que a morte. A mesma coisa espera as pessoas que não estejam de acordo com o regime da Ucrania. O regime pro-americano usou o mesmo método em prisões e cárceres.

 

Há milhares de prisioneiros desde Kiev até Adhesa, e só Deus sabe o que lhes estão fazendo.

 

A Igreja Ortodoxa de Geórgia … O padre MICHAEL nos diz como esta praaga se mete entre as pessoas …

 

Depõe o Padre MIKHAIL, prior do Santo Templo de Geórgia, em Tbilisi: Desde as minhas observações posso ver com confiança que tudo isto está feito de tal maneira para preparar a sociedade a que aceite isso, a longo prazo… Estes métodos estão muito bem pensados, especialmente nos meios massivos e em outros meios.

 

Tudo começa com uma personagem inofensiva em um filme ou uma série… Este homem é, obviamente, homossexual, mas ele é engraçado. Então.. para. Ele desaparece. Então outro filme, depois outro mais… É como um veneno, em doses pequenas. Não faz com que você fuja depois disso.

 

Mas com o tempo voltam se torna maior e mais forte… E a tolerância do sistema enfraquece. Precisa de mais e mais… cada vez.

 

Mostra outro cenário a reportagem “SODOMA”… Diz o repórter: No verão de 1981 um homem jovem com estranhos furuncos de cor azul e vermelho na pele, é admitido no hospital na capital gay dos Estados Unidos: São Francisco.

 

O doutor estava horrorizado… Isso era um tipo raro de câncer de pele. Até esse momento estava associado a esses pacientes. Os doutores assumiram que esse contagio dessa enfermidade ocorreu quando trabalhava em uma usina radioativa.

 

No entanto, se equivocaram… o paciente era um prostituto homossexual. Carecia de células imunes que podiam combater os tumores resultantes em sarcoma.

 

Para setembro de 1981… 107 foram tratados nos Estados Unidos. Dos doentes: 95 eram homossexuais… 7 heterossexuais, e 5 eram bissexuais…

 

Havendo consultado, os científicos dão a esta nova doença um nome: GRID; Imunodeficiência associada à homossexualidade”=grid.

 

Esse é o nome que a praga do século XX teve: também conhecida como AIDS.

 

A cura ainda não foi encontrada.

 

Diz o repórter em quanto mostra agora uma imagem de uma passeata, ou um encontro de gays onde todos estão trajados de negro, com máscaras negras, tomando bebidas: Nossos santos padres nos advertiram que a comunidade infernal envenenaria a humanidade, e que quer a morte da Criação de Deus. Esta é a razão pela qual os anti-morais e anti-civilizacao foram criados. É urgente para eles substituir a Fé em Deus.

 

No entanto, a pesar da influencia dos poderes escuros as pessoas fiéis se aferram às ordens estabelecidas pelo Criador. Rússia ocupa um dos postos principais nisto. A lei que proíbe a propaganda gay, e o retorno aos valores tradicionais reforça a Fé da nação, e tudo isto deixa para mais a frente o fim dos tempos.

 

Uma união entre um homem e uma mulher querida por Deus … Há razoes reais detrás das historias bíblicas. “Sejam fecundos, multipliquem-se, encham a Terra e submetam-a”. (Genese 1:27).

 

Se termina a reportagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *